PELO CURTO BRASILEIRO

PELO CURTO BRASILEIRO O Pêlo Curto Brasileiro é o primeiro gato brasileiro reconhecido internacionalmente como raça pelo World Cat Federation em 1998. Descende da subespécie Felis silvestris iberica, trazida ao país pelos europeus desde o início da colonização.
Características e história

No Brasil, desenvolveu seu próprio padrão, pelo qual não é mais enquadrado na categoria Keltic Shorthair. O pêlo é bem deitado junto ao corpo. Possui cabeça e orelhas de tamanho médio, proporcionais à largura da base, bem colocadas. Os olhos são ligeiramente oblíquos e o nariz da mesma largura da base até à ponta. O peito é largo, as pernas são de tamanho médio e as patas arredondadas, também de tamanho médio. O corpo é forte, musculoso, mas o aspecto geral é de um gato muito ágil e elegante. Não tão esguio como o siamês e o oriental, nem tão corpulento como o gato persa e os gatos europeus. O rabo, de comprimento médio, é grosso na base e afina até a ponta.

De vira-lata a primeiro gato de raça brasileiro reconhecido em 1998 pela World Cat Federation, assim como ingleses e americanos transformaram gatos de rua em gatos de raça, surgindo, assim, o British Shorthair (Britânico de Pêlo Curto) e o American Shorthair (Americano de Pêlo Curto), por ter uma tipologia padrão, nosso gato de rua também mereceu reconhecimento como raça.

Bastante conhecido em todo o Brasil, reconhecido como raça no país e já conquistando renome internacional, sua história teve início em 1985, por iniciativa da Federação Brasileira do Gato. Provavelmente, o principal motivo do sucesso desta raça é o excelente temperamento. Sempre ativo, ágil, brincalhão e apegado ao dono, apesar da independência natural, é, além de tudo, um gato extremamente inteligente. Aprende as coisas com facilidade, é excelente caçador, resistente a doenças e amistoso, mas se não encontrar carinho e afeto onde vive, pode procurar outro lar. A mistura de raças e a necessidade de sobreviver nas ruas conferiu a estes gatos uma saúde excelente.

A Federação Brasileira do Gato está dando registro inicial (RI) para os exemplares que se aproximam do padrão da raça e também registro definitivo (LO) para os que conseguirem determinado número de títulos em exposições ou forem provenientes de gerações cruzadas segundo determinadas regras. Para obter o registro, é só apresentar o animal para exame na FBG.

Existem ainda poucos criadores dedicados ao Pêlo Curto Brasileiro. Isto se deve não só ao fato de a raça ainda não ser reconhecida por todas as grandes associações internacionais de felinos, mas também porque a linhagem destes gatos desenvolve-se ainda naturalmente, nas ruas, o que torna difícil que uma criação seletiva possa encontrar compradores e vingar.

Temperamento
O gato desta raça é afetuoso a ponto de se "colar" ao dono e seguí-lo para todo o lado. Contudo não é um gato de um só dono. Gosta de companhia e por isso gosta de todos com quem partilha a casa. As suas necessidades de atenção são elevadas e, caso não sejam satisfeitas, pode-se tornar um gato irritável ou arisco.

Aparência Geral
O Pêlo Curto Brasileiro é um gato ágil e elegante. É um gato menos robustos do que as raças que também provieram das ruas europeias (Europeu) ou norte-americanas (American Shorthair). Contudo não tem um pêlo tão refinado como o Siamês.
O Pêlo Curto Brasileiro pode ser encontrado numa vasta gama de cores e padrões. A cor dos olhos varia conforme a cor da pelagem. Um das particularidades deste gato é o fato de ter o espaçamento entre os olhos do tamanho da largura de um olhos.

Tipo : Aparência geral de um gato saudável, levemente esbelto, rápido e elegante.

Corpo : Firme, tamanho médio, não compacto, e ligeiramente esbelto.

Pernas: Pernas firmes, não demasiadamente musculosas, comprimento médio, pés de tamanho médio e arredondados.

Rabo : Comprimento médio a longo, não grosso na base, afinando para o final.

Cabeça : Tamanho pequeno a médio, sendo mais comprida do que larga, levemente em forma de cunha.

Orelhas : Orelhas grandes, com tufos de pêlos dentro delas, colocadas quase retas para cima. Sua altura é maior do que o comprimento da base.

Olhos: Forma arredondada. Todas as cores são aceitas. A distância entre os dois olhos é de um olho e meio.

Nariz: Tamanho médio a grande com uma leve curvatura na base.

Pescoço: Comprimento médio a grande, não musculoso. Apenas firme.

Queixo: Forte queixo.

Bochechas: Levemente desenvolvidas.

Pelagem: Curta, sedosa, bem fechada, deitada junto ao corpo. Sem subpêlo .

Faltas : Rabo anormal ou com nó, acentuado stop (quebra/depressão) na base do nariz, sub-pêlo, corpo compacto.

Cores : Todas as cores são aceitas. Preferência será dada às já conhecidas.

Voltar